Os Encantos do Bosque Alemão, em Curitiba

Aproveitando esse momento onde voltamos a sair um pouco mais de casa, os parques e lugares da cidade voltaram a abrir e aos poucos vamos retomando uma certa normalidade com todos os cuidados necessários, vou começar por aqui um projeto que estava engavetado há algum tempo, mas que é bastante especial pra mim.

Além de falar de Orlando e de nossas viagens, vou falar também sobre a cidade onde moramos, Curitiba. E para começar, trago pra vocês um dos meus cantinhos preferidos da cidade, o Bosque Alemão.

Sempre gostei de ir lá para passear, tomar um café com as amigas e apreciar a vista. Frequentava ele desde que muito pouca gente o conhecia, e realmente era um cantinho meio escondido da cidade.

O Bosque Alemão, inaugurado em 1996, é um parque com 38.000 m2 que fica onde antes era a chácara da família Schaffer. A região onde ele está localizado inclusive, chama-se Jardim Schaffer, e fica no Bairro Vista Alegre, uma região alta da cidade que proporciona um dos pontos altos da visita.

Nele há uma réplica de uma antiga igreja alemã de madeira de 1933 que ficava em outro bairro da cidade, e dentro da qual hoje funciona uma sala de concertos.

Pertinho da igreja, um mirante de onde se tem uma vista linda da cidade, da Serra do Mar e também de todo o bosque. Ao descer as escadas deste mirante, começa uma trilha dentro da floresta, com pequenas estações que vão contando a história de João e Maria, dos Irmãos Grimm.

No decorrer da trilha e da história, ao chegar no centro do bosque, uma casa com um lago. Nesta casa, que chamamos de Casa da Bruxa, funciona uma biblioteca infantil, e todos os finais de semana uma bruxinha conta histórias para as crianças por lá.

É um dos programas especiais para fazer com os pequenos por aqui. É bem tradicional também aqui na cidade levar as crianças para irem ouvir a história e deixar as suas chupetas com a bruxa quando estão crescidinhos.

A trilha termina na Praça da Poesia Germânica, onde há a fachada da Casa Mila, que ficava antes no Centro da cidade. Nesta fachada você encontra trechos de poesias de Goethe e Schiller. E na praça um espaço especial para sentar e passar um tempo, deixar as crianças correrem um pouco e até fazer um piquenique.

O Bosque Alemão fica na Rua Niccolo Paganini, esquina com Franz Schubert. Abre diariamente das 8h às 20h.

A Biblioteca está fechada neste período de pandemia, e a contação de histórias suspensa. Mas esperamos que em breve seja possível o retorno deste pedacinho tão especial do bosque.

DICA ESPECIAL: Se quiser acompanhar a história de João e Maria na ordem, comece a trilha pela parque de cima do Bosque, onde fica o mirante. Mas, se você não se importa em ler a história na ordem e o foco é só o passeio, comece pela parte de baixo, na Praça e suba a trilha até o mirante. Neste caso, finalize o passeio com um café e uma torta deliciosa na confeitaria que fica anexo à igrejinha, a Bolachas Erika.

DICA ESPECIAL 2: o Bosque Alemão é uma das paradas da Linha Turismo, o ônibus double deck que te leva pra conhecer Curitiba.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.