Outros Destinos - Internacional

Edifício Kavanagh – uma das melhores histórias (de amor?) de Buenos Aires

Toda cidade tem suas histórias pitorescas e lendas urbanas, não é?

Hoje vou contar uma das minhas preferidas: a história do Edifício Kavanagh, em Buenos Aires. Digna de enredo de novela, e especial para você ler com uma trilha sonora bem dramática de fundo.

Corina Kavanagh

Conta-se que lá no início do século XX, a milionária Corina Kavanagh, descendente de família irlandesa, e Aarón Anchorena se apaixonaram e iriam se casar.

Porém, Aarón, que era da super tradicional familia argentina dos Anchorena, foi proibido se se casar com Corina, já que ela não era de família tradicional e portanto considerada uma “nova rica” e assim jamais digna de fazer parte dos Anchorena. (pausa dramática)

A maior antagonista de Corina era a mãe de Aarón, e matriarca da família, Doña Mercedes Castellanos de Achorena.

A familia Anchorena morava onde hoje fica o Palácio San Martín, sede da chancelaria argentina, na Plaza San Martín. Eles mandaram erguer do outro lado da praça a Basílica del Santíssimo Sacramento, igreja que futuramente serviria de mausoléu para a família.

Doña Mercedes tinha orgulho de poder olhar para a Basílica todos os dias. A igreja era de grande estima dela, e conta-se que a família planejava comprar o terreno logo em frente para erguer sua nova residência (diga-se, palacete), uma vez que sua casa passaria para o Governo Argentino.

Aí é que entra Corina. (mais uma pausa dramática)

Com o orgulho ferido, e querendo se vingar dos Anchorena, principalmente de sua matriarca, Corina não só comprou o terreno em frente à Basílica del Santíssimo Sacramento, como ali ergueu o maior e mais moderno edifício da Argentina na época, tampando totalmente a Basílica, sendo que o meio mais fácil de chegar até ela é através de uma estreita passagem por debaixo do Edifício Kavanagh, chamada como?? Sim… Pasaje Corina Kavanagh.

Imagem aproximada do Edifício com a torre da Basílica del Santíssimo Sacramento: quase colados.

Lenda urbana ou mais uma história de amor com final dramático? Não sabemos! O que sabemos é que esta é uma história famosa entre os portenhos, e uma das que mais gostamos de contar de lá.

O Edifício Kavanagh foi inaugurado em 1936, e era uma pérola da arquitetura da época. Já foi o edifício mais alto da América Latina, e o primeiro a ter ar condicionado central, o que era o máximo do luxo para a época. Isso sem contar a vista que pega desde o Rio da Prata, Puerto Madero, Plaza San Martín e outros pontos da região.

Além disso, ele é declarado Monumento Histórico Nacional da Argentina, e também faz parte do Patrimônio Mundial de Arquitetura Moderna da Unesco.

Edifício Kavanagh: à direta a Plaza San Martín, à esquerda a ruazinha estreita onde fica a Basílica

Foi erguido em 14 meses. Pensa só… um edifício deste tamanho, na década de 30, erguido em pouco mais de um ano. Um record! Seu apartamento menor tem 140m², e o maior – onde morava Corina Kavanagh – 720 m². E o m² custa hoje mais de US$ 3.000.

Foto tirada do portão da Basílica del Santíssimo Sacramento, com o Edifício Kavanagh. Do outro lado do edifício fica a Plaza San Martín, onde ficava a casa dos Anchorena

Já a Basílica, é primorosa, e realmente fica MUITO escondidinha atrás do prédio. Uma visita obrigatória pra quem vai a Buenos Aires.

Para chegar ao Edifício e à Basílica é fácil: é só seguir a Calle Florida até o final, na Plaza San Martín. Ali, contorne a praça pela direita e já estará na frente dele. Atravesse a Pasaje Corina Kavanagh para chegar à Basílica. Perto do Galerías Pacífico.

Para ilustrar um pouco mais, um trecho do filme Medianeras, com um pouco da história do Edifício Kavanagh:

2 comentários

  1. Obrigado por compartilhar suas informações. Acontece que o que eu tenho procurado até agora está neste artigo. Estou muito feliz por encontrar vários artigos neste blog, estou interessado em sua frase acima, muito construindo opiniões na minha opinião, por quê? porque você escreveu em uma linguagem fácil de entender.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: